Três mendigos são alvo de tiros em Copacabana

Três moradores de rua foram atacados a tiros no início da noite de quarta-feira no bairro de Copacabana, área nobre da zona sul da capital fluminense. O crime ocorreu próximo à Praça Vereador Rocha Leão. Os mendigos receberam os primeiros socorros de uma equipe do Corpo de Bombeiros e foram levados para o Hospital Miguel Couto, no Leblon. Eles foram identificados como sendo Ricardo Alves da Silva, de 20 anos, Sandro Melo da Silva, de 19, e um menor de 12. Segundo informações do hospital, o estado de saúde considerado mais grave era de Sandro Melo, atingido por um tiro nas costas que teria perfurado um pulmão. Atingido na perna esquerda, o adolescente estava em observação, e a terceira vítima, Ricardo Alves, sofreu um tiro de raspão e foi liberado. Ele será ouvido na 12º Distrito Policial, em Copacabana. O autor dos disparos deixou o local sem ser visto por testemunhas. Na semana passada, quatro moradores de rua foram queimados no Rio de Janeiro, sendo que dois deles morreram no início desta semana. Na quinta-feira, Um mendigo, identificado apenas como Paulista, teve o corpo incendiado por outro morador de rua durante uma discussão. Com 80% do corpo queimado, ele morreu no domingo no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Souza Aguiar. Um dia depois, Luiz Carlos Ribeiro do Carmo, de 54 anos, morreu no mesmo hospital. Ele era um dos três moradores de rua que foram queimados no dia 27 enquanto dormiam na região central da capital fluminense. Os estados de saúde dos outros dois, Valter da Glória, de 31 anos, que teve queimaduras em 45 por cento do corpo, e Francisco Moraes, de 45, com ferimentos nas pernas, eram considerados estáveis. A Polícia ainda não conseguiu identificar os autores dos ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.