Três morrem carbonizados após ataque em presídio no RS

Detentos invadiram durante o café da manhã a cela onde estavam as vítimas e atearam fogo

Solange Spigliatti, da Central de Notícias, e Elder Ogliari, de O Estado de S.Paulo,

15 de dezembro de 2009 | 11h14

Três detentos do Presídio de Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, morreram carbonizadas na manhã desta terça-feira, 15, após ataque de outros presos, segundo informações da Superintendência dos Serviços penitenciários (Susepe). Uma pessoa também ficou ferida, com queimaduras de terceiro grau, após os presos incendiarem colchões e terem perdido o controle das chamas, que se alastraram para uma parte da galeria 7, onde estavam as vítimas.

 

Os mortos haviam retornado na noite de segunda-feira, após passarem alguns dias no presídio de Ijuí, localizado em uma cidade próxima a Santo Ângelo, onde foram levados como medida disciplinar. Na manhã desta terça, durante o café, alguns detentos conseguiram invadir a cela onde estavam as três vítimas e atearam fogo. Outros detentos que estavam na mesma cela ficaram feridos e foram levados para o hospital da cidade. Os demais presos foram levados para o pátio.

 

A Susep abriu sindicância para apurar o ocorrido, assim como a Polícia Civil. Ainda não há informação sobre o que teria motivado o crime.

 

Atualizado às 15 horas para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
presídiodetentosincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.