Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três morrem na 60ª chacina do ano na Grande SP

Três homens foram mortos em mais uma chacina ocorrida na capital paulista, elevando para 60 o número de crimes desta natureza em toda a grande São Paulo, com 200 vítimas fatais até o momento. O garçom Maurício Maciolino da Silva, 40, e os colegas deste, Fernando Pereira de Santana, 23, e Ewert Tiago Vieira Dias, 21, que trabalhavam como ajudante-geral, foram surpreendidos, por volta da 1h desta madrugada, por ocupantes de um Corsa preto quando conversavam na Avenida Sanatorinho esquina com a Rua Liliental, no Parque Edu Chavez, zona Norte da cidade.Armados de pistolas, os atiradores, segundo testemunhas, dispararam mais de 15 vezes após pararem o Corsa ao lado das vítimas, que não tiveram tempo de correr. Os três baleados ainda foram levados pela Polícia Militar ao Pronto-socorro do Hospital São Luiz Gonzaga, onde morreram. Segundo informações passadas à delegada Ana Lúcia Lopes, do 73º Distrito Policial, os atiradores pareciam ter certeza de que os alvos deles eram mesmo Maurício, Fernando e Ewert. Os três moravam próximo do local do crime e não possuiam passagem pela polícia, o que não descarta para a polícia crime relacionado a acerto de contas entre grupos rivais da região.

Agencia Estado,

18 de novembro de 2002 | 07h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.