Três mortos em acidente de ônibus no interior de SP

Três pessoas morreram e 38 ficaram feridas em acidente com um ônibus que transportava doentes da região de Itapeva para hospitais de Sorocaba e São Paulo, nesta madrugada. O ônibus da empresa Líder Turismo, de Itapeva, colidiu de frente com um guincho da concessionária SP Vias, no quilômetro 139 da Rodovia Raposo Tavares, próximo de Alambari. Foi o segundo acidente grave envolvendo veículos coletivos nessa rodovia, em três dias: na madrugada de sábado, o choque de um ônibus que levava parentes de presos de São Paulo para a penitenciária de Dracena, no km 488, matou 18 pessoas e feriu 45. O transporte de doentes em ônibus fretados é uma prática comum no sudoeste paulista, região carente de hospitais. A viagem tinha sido contratada pelas prefeituras de Itapeva, Itaberá, Capão Bonito, Bonsucesso de Itararé e Nova Campina para o transporte de pacientes com consultas marcadas no Conjunto Hospitalar de Sorocaba e no Hospital das Clínicas de São Paulo. O acidente ocorreu às 4h50, numa descida. O motorista do ônibus, Rodrigo Moraes do Nascimento, de 22 anos, e o condutor do guincho, Marcelo Andrade Lopes, de 21, morreram na hora. Uma mulher aparentando 30 anos, não identificada até esta tarde, morreu quando era atendida na Santa Casa de Itapetininga. Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros tiveram dificuldade para resgatar os corpos e as pessoas feridas. Os feridos foram levados também para a Santa Casa de Tatuí e o Hospital Regional de Sorocaba. Cinco deles, em estado grave, continuam internados. A rodovia, que tem pista única no trecho, ficou interditada até as 8 horas. Houve congestionamentos nos dois sentidos. As causas do acidente estão sendo apuradas e os laudos ficam prontos em 60 dias. Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista do ônibus pode ter dormido ao volante e invadido a pista contrária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.