Três motoristas mortos no Rio em um pouco mais de 24 horas

Mais uma pessoa foi morta na noite de quinta-feira ao ser alvo de assaltantes no trânsito da capital fluminense. Desta vez, a vítima foi o dentista Jorge Fernando Gomes de Andrade, de 53 anos. Jorge foi abordado por dois homens quando parou seu Fiat Siena cinza no semáforo localizado no cruzamento da Rua Joaquim Palhares com a Rua João Paulo I, próximo da estação Estácio, do Metrô. O dentista foi baleado ao tentar escapar dos criminosos. Um deles atirou à queima-roupa contra Jorge, que ainda tentou deixar o local acelerando, mas perdeu o controle do carro, que bateu em um muro. O dentista morreu no local.Também no final da noite, o aposentado Francisco Paulino Valeriano, de 68 anos, foi morto com um tiro no peito ao ser vítima de assaltantes na Linha Amarela, via expressa que faz ligação entre as zonas norte e oeste da capital fluminense. Em um pouco mais de 24 horas, já foram registrados pelos menos três assassinatos de motoristas na cidade. Às 20h30 de quarta-feira, a empresária AnaCristina Gianini Johannpeter, de 58 anos, foi baleada e morta dentro de seu carro na esquina da Rua General San Martin e Avenida Afrânio de Mello Franco, no Leblon, zona sul. O corpo de Ana será cremado nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.