Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três novos ataques são registrados em Salvador

Onda de atentados se iniciou após a transferência de um traficante para Campo Grande (MS)

09 de setembro de 2009 | 01h59

Mais três ataques foram confirmados na noite desta terça-feira, 8, na região metropolitana de Salvador. Na capital, os alvos foram um ônibus, que não chegou a ser incendiado, e uma viatura da Polícia Militar. Na Região Metropolitana, um posto policial foi metralhado por homens que chegaram em dois carros.

 

Mais um posto da Polícia Militar foi alvo de ataques. O posto policial de Areia Branca, no bairro de Lauro de Freitas, foi metralhado por volta das 21h30. Ninguém ficou ferido.

 

Meia hora depois, dois homens, que estavam escondidos na mata, atiraram contra uma viatura da polícia, no bairro do Arraial do Retiro. A dupla conseguiu fugir e ninguém saiu ferido.

 

Ainda no final da noite, quatro homens que estavam em um Volkswagen Pólo prata, pararam um ônibus e tentaram atear fogo no coletivo. Com a ajuda dos passageiros, porém, o motorista conseguiu conter o incêndio.

 

Os ataques começaram na madrugada desta segunda-feira, 7. A polícia acredita que eles sejam uma retaliação à transferência do traficante Cláudio Eduardo Campanha para a cidade de Campo Grande (MS)

Tudo o que sabemos sobre:
ataquesônibusSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.