Três perguntas para...

Miro Teixeira, deputado federal (PDT-RJ) e autor da ação que derrubou a Lei de Imprensa

, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2011 | 00h00

1. O sr. é autor da ação que derrubou a Lei de Imprensa. O que é necessário agora?

Uma nova luta é para acabar com a criminalização da atividade do jornalista quando houver o interesse público envolvido no assunto. Penso que será outra vitória que vamos alcançar. O Brasil vive uma situação confortável em termos de liberdade de imprensa. A restrição que faço é em relação à posição de setores do Judiciário.

2.O sr. falou que as autoridades deveriam ter mais transparência.

A questão está exatamente na lei de acesso. Se a autoridade se recusa a se manifestar, isso é uma prática, é uma exigência em países democráticos. É preciso se expor ao contraditório. Não é só ficar falando sozinho. É preciso que alguém diga: "você não respondeu direito essa pergunta, estou inconformado com a sua resposta". Ou "a sua resposta é falsa". É preciso que as pessoas entendam que o direito à informação é um direito do povo. Se o povo não tem acesso à informação, eu lhe asseguro que a liberdade e a democracia estão absolutamente ameaçadas.

3. Como está a discussão no Congresso sobre o projeto de acesso a informações públicas?

O principal projeto é uma iniciativa do Executivo. Mas está parado. É preciso tocar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.