POLICIA CIVIL / MS
POLICIA CIVIL / MS

Três pessoas são presas após roubo de avião de Almir Sater durante arrastão em aeroclube

Quarto envolvido já está detido e ajudava a quadrilha de dentro da cadeia; crime ocorreu em Aquidauana, Mato Grosso do Sul

Lucia Morel, especial para o Estadão

08 de setembro de 2021 | 22h48

CAMPO GRANDE - Três já foram presos pelo roubo de aeronaves na madrugada da última segunda-feira, 6, no Aeroclube de Aquidauana (MS), a 135 quilômetros da capital, Campo Grande. Além dos detidos, foi identificado também Laudelino Ferreira Vieira, de 42 anos, como mentor e líder do crime. Na ação, três aeronaves, ainda não localizadas, foram roubadas. Entre elas, uma pertencia ao cantor e compositor Almir Sater.

Laudelino fugiu do Presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande, em maio deste ano, onde cumpria pena de 80 anos de prisão por tráfico de drogas. Ele é integrante da quadrilha que também roubou três aviões em Corumbá, no ano de 2004. Na ocasião, o empresário Luís Fernandes de Carvalho foi assassinado.

Roger Breno Wirmond dos Santos, 22 anos, e Cristhofer Cristaldo Rocha, de 21, são os dois presos já identificados. O terceiro ainda não teve a identidade revelada pela polícia. O caso está sendo investigado pela Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) da Polícia Civil.

Além deles, o juiz da 2.ª Vara Cível e Criminal de Aquidauana, Alexsandro Motta, emitiu ordem para captura de Laudelino Vieira, conhecido como “Lino” e mais três identificados: Lázaro da Silva Ramirez, Ivanildo da Silva Dias e Kevin Moreno, que é boliviano. Um quarto envolvido, Lázaro da Silva Ramires, já está preso e ajudava o bando de dentro da cadeia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.