Três policiais militares e um ex-agente são mortos no Rio

Assassinatos aconteceram em pontos diferentes da cidade; ainda não se sabe a motivação dos crimes

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

23 Novembro 2009 | 15h55

Três policiais militares e um ex-policial civil morreram no domingo em pontos diferentes do Rio. O sargento Gerson Alves Rodrigues, sua mulher, Carla Cristina de Jesus Santos, e a amiga deles Ana Paula Santos da Conceição saíam de uma festa em um clube em Bangu, por volta das 3h de domingo, quando foram abordados por homens em um carro que dispararam contra o grupo.

 

Segundo a polícia, eles foram atingidos durante uma tentativa de assalto. Os três foram levados para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. O casal não resistiu aos ferimentos e morreu, já Ana Paula continua internada na unidade.

 

Em Vigário Geral, por volta das 18h30 de domingo, o capitão da Polícia Militar Fábio Vinícius Almeida e o ex-policial civil Josemar de Oliveira, de 44 anos, foram baleados próximo a um dos acessos da favela. Segundo a polícia, eles poderiam estar envolvidos com a exploração ilegal de televisão a cabo (gatonet) e com grupos de milicianos. O capitão era lotado no BEP (Batalhão Especial Prisional), onde ficam custodiados PMs e bombeiros.

 

Ainda no domingo, na Rodovia Presidente Dutra, na pista sentido São Paulo, o policial militar Marcelo Gomes ia para casa quando foi atingido por tiros. A polícia ainda não sabe o motivo do crime.

Mais conteúdo sobre:
Rio violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.