Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três presos mortos e um refém liberado em Franco da Rocha

Pelo menos três detentos foram assassinados durante a rebelião que teve início às 18h00 deste domingo no presídio de Franco da Rocha, na Grande São Paulo. A afirmação é de policiais militares que participam do cerco à penitenciária e acompanham as negociações. Três agentes penitenciários foram feitos reféns, mas um deles foi liberado em troca de socorro a dois presos feridos no conflito. O presídio de Franco da Rocha tem 1013 internos, mas 300 estão rebelados. Eles são presidiários do Pavilhão 1 e integram o Comando Revolucionário Brasileiro da Criminalidade. Armados com facas e revólveres, eles invadiram os Pavilhões 2 e 3, tomaram como reféns trêsfuncionários e executaram criminosos integrantes de uma facção rival. Houve um princípio de incêndio no Pavilhão 3, mas foi controlado por soldados do Corpo de Bombeiros. Às 3h30 desta segunda-feira, segundo a Polícia, a situação estava controlada e as negociações em andamento. Agentes penitenciários afirmaram que há pelo menos uma semana o clima no presídio estava tenso e uma rebelião parecia próxima. Mas, segundo os agentes, nenhuma providência foi tomada pela direção do presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.