Três últimos trechos do Rodoanel custam mais de R$ 5 bilhões

Os trechos Norte, Leste e Sul do Rodoanel metropolitano de São Paulo custarão R$ 5,127 bilhões e serão completados em 2008. Estas são as previsões da Secretaria Estadual de Transporte, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira sobre os projetos da obra viária, realizados pela Protran. O trecho Norte terá 47,9 km e custo estimado em R$ 1,798 bilhão. O início da obra está programado para 2005 e a conclusão em 2008. O trecho Leste, de 40,6 km, necessitará de investimentos de R$ 1,405 bilhão, com início previsto em 2004 e término em 2007. Já o trecho Sul, de 53,7 km, será o próximo a ser feito, com início previsto para 2003 e conclusão em 2006, a um custo R$ 1,924 bilhão. O trecho Oeste está em obras desde 98 e deve ser concluído até o fim do ano.Segundo o estudo, o alto valor dos investimentos indica que o Rodoanel só poderá ser completado através de associações entre as instâncias de governo e as entidades públicas e privadas. O estudo de impacto ambiental para os próximos trechos deverá provocar bastante discussão e poderá ser um dos motivos para futuros atrasos na obra. A Secretaria iniciou hoje as discussões sobre o tema. O traçado do trecho Norte, por exemplo, cortará o Parque Estadual da Serra da Cantareira, enquanto o trecho Sul passará próximo ao reservatório de Guarapiranga. A Secretaria de Transporte vai realizar uma série de audiências públicas para que a comunidade se manifeste sobre o projeto dos próximos trechos e o impacto ambiental das obras. O Seminário "Rodoanel e as Águas Metropolitanas" aconteceu hoje na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2002 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.