TRF mantém pena de ex-delegado da PF

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul) manteve ontem, por três votos a zero, a pena de 27 anos de prisão imposta ao ex-delegado da Polícia Federal Carlos Leonel da Silva Cruz. Condenado em primeira instância pela Justiça Federal em São Paulo, ele é acusado de ser o mandante do assassinato do também delegado federal Alcioni Serafim Santana, em maio de 1998. Cabe recurso aos tribunais superiores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.