Tribunal chileno rejeita queixa contra acordo TAM e LAN

Um tribunal chileno rejeitou nesta quinta-feira uma queixa contra a fusão da companhia aérea chilena LAN e da brasileira TAM, abrindo caminho para que o órgão antitruste do país emita um parecer sobre o acordo, afirmou uma fonte próxima ao caso.

REUTERS

01 Setembro 2011 | 16h08

O Tribunal Constitucional do Chile rejeitou, por 4 votos a 1, a queixa emitida pela companhia aérea local PAL contra o acordo, disse a fonte.

O órgão antitruste do Chile, o TDLC, está investigando a fusão, que criaria uma das maiores companhias aéreas do mundo, após uma associação de consumidores no Chile tê-la questionado. Espera-se amplamente que o acordo obtenha aprovação.

(Reportagem de Antonio de la Jara.)

Após a notícia, as ações da TAM dispararam na Bovespa, chegando a registrar alta superior a 9 por cento, e subiam 4,58 por cento, a 34,51 reais. O Ibovespa subia 3,32 por cento no mesmo horário.

(Reportagem de Antonio de la Jara)

Mais conteúdo sobre:
AEREAS TAMLAN TRIBUNAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.