Tribunal condena Air France a indenizar famílias de 4 vítimas do 447

Segundo defesa, indenização será de 126 mil euros por cada um dos quatro passageiros mortos

Efe

12 Julho 2011 | 15h39

PARIS - O Tribunal de Toulouse condenou nesta terça-feira a companhia aérea Air France e a seguradora Axa a indenizarem as famílias de quatro das vítimas do voo AF447, que caiu no Oceano Atlântico em 2009 quando fazia o trajeto entre Rio de Janeiro e Paris. Segundo Marc Fribourg, advogado das famílias das vítimas, a indenização será de 126 mil euros por cada um dos quatro passageiros mortos.

 

O advogado explicou que seus clientes estão satisfeitos pela condenação, mas descontentes pelo fato da Airbus, fabricante do avião, ter sido inocentada pelo mesmo tribunal e, por isso, devem recorrer da decisão.

 

Fribourg lamentou que os magistrados tenham apenas fixado a indenização no limite marcado pela Convenção de Montreal sobre transporte aéreo internacional. Dos 126 mil euros, deverão ser descontados 16,5 mil euros que a seguradora Axa já pagou às famílias das vítimas.

 

Em paralelo, a justiça francesa encaminha um processo penal em Paris no qual a Air France e a Airbus são julgadas por "homicídio involuntário" pela morte dos 228 ocupantes do voo AF447. A expectativa é que o Escritório de Investigações e Análises (BEA, na sigla em francês) divulgue um novo relatório sobre as causas do acidente até o final deste mês.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.