Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Tribunal recebe novo recurso de deputado cassado

O ex-presidente da Assembléia Legislativa do Espírito Santo, José Carlos Gratz (PFL), recorreu pela segunda vez ao Tribunal Superior Eleitoral para que lhe seja assegurado o exercício do mandato de deputado estadual. Mesmo reeleito, José Carlos Gratz, que está preso na carceragem da Polícia Federal desde 28 de fevereiro, acusado de comprar votos de parlamentares, não chegou a ser diplomado já que teve seu registro de candidatura cassado pelos juízes do Tribunal Regional Eleitoral do esta do por abuso de poder econômico na campanha. Na medida cautelar, os advogados Paulo Eduardo Mello e Ana Márcia dos Santos Mello, pediram ao TSE a concessão de liminar até o julgamento final do recurso, cujo o relator é o ministro Carlos Madeira. Os advogados alegam que seu cliente está sendo privad o do mandato conquistado nas urnas, "sendo que a perpetuação desta circunstância implicará na efetivação de prejuízoirreparável." Em dezembro de 2002, os ministros do TSE negaram liminar requerida pela defesa de José Carlos Gratz para suspender a decisão do TRE/ES.

Agencia Estado,

11 de março de 2003 | 18h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.