Tributo a Gonzagão segue até amanhã em São Paulo

Série de shows no Vale do Anhangabaú relembra os 20 anos da morte do ?rei do baião?

Edison Veiga, O Estadao de S.Paulo

18 Julho 2009 | 00h00

Muito além de Asa Branca. Para relembrar os 20 anos da morte de Luiz Gonzaga (1912-1989), o grande artista popular que ficou conhecido como o "rei do baião", o Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, tornou-se palco para três dias de muita música. A programação, iniciada na noite de ontem, vai até amanhã. No total, serão 36 shows musicais, emboladas e intervenções circenses. Com a apresentação Balaio de Elba, coube à cantora Elba Ramalho as honras da abertura. Entre os destaques de hoje estão os versáteis Carlinhos Antunes e Quinteto Mundano, às 15h30; o violinista francês Nicolas Krassik e o grupo Cordestinos, às 17 horas; Dominguinhos - o discípulo de Luiz Gonzaga -, às 19 horas; e Oswaldinho do Acordeon, às 23 horas. A Orquestra Popular do Recife deve se apresentar à meia-noite. Amanhã, a festa continua. Vale conferir a apresentação da Banda de Pífanos de Caruaru, os "Beatles de Caruaru", às 13 horas. Antonio Nóbrega sobe ao palco às 14 horas. Às 16 horas é a vez do forró pé de serra do Trio Virgulino. O tributo a Gonzagão se encerra às 18 horas, com Alceu Valença. A programação completa pode ser conferida no site da Secretaria de Estado da Cultura (www.cultura.sp.gov.br), que promove o evento. TRANSPORTE Por causa do evento cultural, tanto os trens do Metrô como os da CPTM terão horários especiais de funcionamento. Na madrugada de hoje para amanhã, todas as estações das linhas Azul, Verde e Vermelha do Metrô estarão abertas para embarque e desembarque até a 1 hora. Entre 1 hora e 3 horas, os usuários terão acesso ao sistema somente pelas estações São Bento (Linha Azul) e Anhangabaú (Linha Vermelha). As demais estações ficarão abertas apenas para desembarque. A Linha Lilás não participa do esquema especial, fechando normalmente à meia-noite. A CPTM disponibilizará viagens extras a 1 hora, às 2 horas e às 3 horas. Os embarques acontecerão somente nas estações Luz, Brás e Palmeiras-Barra Funda, integradas ao Metrô. As demais estações terão apenas desembarque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.