Trinta e cinco presos fogem de cadeia em Minas

Pelo menos 35 presos fugiram neste sábado à tarde da cadeia pública de Itajubá, no sul de Minas Gerais. Dez escaparam por um buraco na parede da cela 2 e outros 25 fugiram da chamada área do "seguro" (onde ficam os ameaçados de morte). Eles arrebentarem o cadeado, chegaram ao pátio e saltaram o muro. Até o início da noite, apenas cinco presos haviam sido recapturados. Todos estavam nos arredores da cadeia, que fica no bairro Boa Vista, perto do centro. Mais de 70 homens das polícias Civil e Militar continuam fazendo buscas.Os dois grupos de detentos, de acordo com a Polícia Militar, ficavam em áreas diferentes. O primeiro grupo que conseguiu escapar estava nas celas da entrada da detenção. Na fuga, seguiram para a ala do "seguro", no fundo da cadeia. Os outros 25, com medo de serem mortos, forçaram os cadeados e fugiram.A cadeia pública de Itajubá tem capacidade para 50 presos, mas abrigava 150 nas celas, vigiadas por um policial. Por causa da superlotação, na última sexta-feira, os detentos iniciaram um motim. A revolta foi controlada depois de negociações que duraram quase o dia todo. Na cadeia pública de Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, cerca de 70 presos começaram um motim. Os detentos colocaram fogo nos colchões e destruíram parte das celas. A Polícia Militar conseguiu controlar a rebelião. Não houve reféns nem feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.