Trinta são presos em quatro estados por suspeita de fraude em CNH

Nos últimos cinco anos, cerca de 50 mil habilitações foram concedidas irregularmente por uma suposta quadrilha

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

14 de junho de 2010 | 16h46

SÃO PAULO - Trinta e uma pessoas foram presas em quatro Estados brasileiros, na manhã desta segunda-feira, 14, durante uma operação contra uma suposta quadrilha acusada de fraudar carteiras nacionais de habilitação (CNHs).

 

A ação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco) e pelas policiais Civil, Federal e Rodoviária Federal. Quatro suspeitos ainda estão sendo procuradas pela polícia. Seis mandados de prisão foram destinados aos Estados de Pernambuco, Ceará e Rio de Janeiro, que também estão envolvidos no esquema.

 

Estima-se que mais de 50 mil habilitações tenham sido concedidas irregularmente, nos últimos cinco anos. Do esquema, participavam proprietários e funcionários de autoescolas, agenciadores, servidores dos setores médico e psicológico que atuavam no ambiente de fornecimento de carteiras de habilitação do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran).

 

A operação denominada "Espelho de Prata" contou com 400 policiais para cumprir 41 mandados de prisão e 52 mandados de busca e apreensão nos quatro Estados. Na Paraíba, os mandados foram cumpridos nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita, Alhandra, Itabaiana, Sapé, Guarabira, Rio Tinto, Pombal e Princesa Isabel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.