Trio é preso por pescar com bombas em Itaparica

Agentes da Delegacia de Mar Grande, na Ilha de Itaparica, Baía de Todos os Santos, prenderam na madrugada desta terça Paulo Manoel dos Reis, de 54 anos, Adilton Raimundo Cândido dos Santos, de 31, e Raimundo Jorge dos Santos, de 43 anos. Flagrados pescando com bombas de fabricação caseira na Praia de Amoreiras, os três foram indiciados por crime de degradação do meio ambiente.Os acusados argumentaram que resolveram praticar a pesca predatória por estarem desempregados e precisando arrumar comida para as suas famílias. Junto com os "bombistas", como são chamados, os policiais encontraram material de mergulho, quatro bombas de grande poder explosivo e uma rede.Nos últimos meses, a pesca com bomba provocou a morte de duas pessoas. No mês passado, o pedreiro Lindomar Farias, de 31 anos, morreu quando a bomba que pretendia jogar no mar explodiu em suas mãos. Em dezembro, um artefato atirado por pescadores matou o barbeiro Marcus Vinícius Braz dos Santos, de 28 anos, que mergulhava na Praia da Ribeira, em Salvador.

Agencia Estado,

28 de março de 2006 | 18h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.