Trio Elétrico que não canta é vaiado em Salvador

O carnaval de Salvador presenciou uma uma cena rara, sexta-feira, no circuito Barra-Ondina: o público, que dança até quando cai uma lata de cerveja no chão, aborreceu-se com o trio do grupo Psirico e começou a vaiar na frente do Farol da Barra. "Só tá tocando, não canta", berrava uma veterana folia, Giza Oliveira de Souza, de 67 anos. Empoleirada num camarote, com os polegares para baixo, ela estava furiosa. "Gosto de Babado Novo, Ivete, Chiclete. Isso aí é porcaria", resmungou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.