Troca de tiros entre policiais e bandidos termina com oito mortos em Rondônia

Dois PMs ficaram feridos, mas não correm risco de morrer; polícia investiga se outras pessoas estão envolvidas na ação

Quétila Ruiz, Especial para O Estado

13 Janeiro 2014 | 22h41

Um tiroteio entre assaltantes e policiais na cidade de Campo Novo de Rondônia (a 300km de Porto Velho), terminou com oito bandidos mortos e dois policiais feridos na madrugada desta segunda-feira. O grupo, formado por mais de nove homens, invadiu o quartel da Polícia Militar e fez três PMs reféns. Um dos militares foi baleado no abdome, mas não corre risco de morrer.

O bando roubou armas de grosso calibre, como fuzis, pistolas e escopetas. Com os armamentos e uma caminhonete roubada do quartel, os criminosos iniciaram uma série de assaltos em estabelecimentos comerciais do município e agência dos correios.

As vítimas ligaram para a Polícia do município de Ariquemes e comunicaram os atos. Segundo informações da Secretaria de Segurança do Estado de Rondônia, todo o efetivo de Ariquemes, Buritis e Monte Negro, municípios próximos a Campo Novo, foi enviado à cidade, enquanto integrantes do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), de Porto Velho, embarcavam de avião para a região.

Após os crimes, o bando fugiu pela BR-421. Próximo ao km 90, a Polícia Militar conseguiu interceptar o grupo. Houve troca de tiros e oito integrantes do bando foram mortos no local. Um policial também se feriu, mas está fora de perigo.

Três dos oito suspeitos mortos no confronto já foram identificados. A polícia faz um levantamento para saber a real dimensão da ação criminosa. Durante a troca de tiros, um dos suspeitos fugiu pela mata. Para a PM, é possível que outras pessoas estejam envolvidas na séria de crimes no município.

Mais conteúdo sobre:
violênciarondôniapolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.