Tropa de Choque da PM chega à cadeia de Jundiaí

O pelotão da Tropa de Choque da Polícia Militar chegou por volta das 10 horas à Cadeia Pública de Jundiaí, no interior de São Paulo, com o objetivo de conter a rebelião, que já dura mais de 20 horas. A tensão de parentes de detentos que estão do lado de fora aumentou com a presença dos policiais. Familiares tentaram passar pelo portão, mas não conseguiram. Sete mortes de presos asfixiados pela fumaça do fogo colocado em colchões já foram confirmadas pela Polícia Militar. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, uma investigadora de polícia e dois carcereiros ainda são mantidos reféns. A cadeia abriga 484 presos, mas sua capacidade é para 120 detentos.Os presos iniciaram a sexta rebelião do Estado de São Paulo nos últimos três dias por volta das 14h30 de quarta-feira, quando cinco policiais foram rendidos ao escoltar detentos até o fórum da cidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.