TRT do Pará aceitará cartão de débito e crédito para quitar dívida judicial

Com a mudança, o processo será encerrado assim que o pagamento for aprovado; projeto-piloto é do CNJ

Priscila Trindade, Central de Notícias

03 de maio de 2011 | 11h46

SÃO PAULO - O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Pará vai aceitar cartões de débito e crédito para quitar dívidas judiciais, a partir de outubro deste ano. O projeto-piloto para usar as máquinas em sessões de conciliação judicial é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

O objetivo da mudança é facilitar o encerramento dos processos assim que o pagamento for aprovado. Atualmente, quando as partes entram em acordo, o pagamento da dívida é feito por meio de depósitos bancários. Quando o pagamento atrasa, a parte prejudicada deve comunicar a Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:
trtparájustiçacnj

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.