TSE já substituiu 0,29% do total de urnas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já substituiu 1.032 urnas eletrônicas que apresentaram problemas técnicos na hora da votação. De acordo com boletim do TSE das 11h45, o número de urnas que tiveram de ser trocadas corresponde a 0,29% do total de 361.431 que estão sendo usadas neste segundo turno das eleições.São Paulo continuava sendo o Estado em que foi registrado o maior número de trocas, com 166 substituições. Em segundo lugar, vem o Rio de Janeiro, com 132 urnas repostas, seguido de Minas Gerais, com 104, e do Rio Grande do Sul, com 96 urnas substituídas.Em seis seções, a votação era manual, se utilizando de cédulas de papel. Quatro delas estão no Rio Grande do Sul, uma em Minas Gerais e outra na Paraíba. No primeiro turno, 3.402 urnas tiveram de ser trocadas, o que correspondeu a 0,94% do total. O TSE trabalha com uma margem de substituição de até 1% das urnas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.