TSE nega direito de resposta ao PSB contra o Diário Tucano

O ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou direito de resposta solicitado pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) contra o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Na última terça-feira, 08, segundo o PSB, o Diário Tucano teria publicado acusação à legenda socialista de compra superfaturada de ônibus de inclusão digital, enquanto estava à frente do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT).O PSB alegava que o informativo do PSDB produziu "matéria ofensiva" à legenda, com o título "Hauly: Amaral e Campos devem ser convocados", numa referência à possível convocação dos dois ex-ministros do PSB, Roberto Amaral e Eduardo Campos, além do ex-secretário de Inclusão Digital, Rodrigo Rollemberg, pela CPI dos Sanguessugas.O ministro Marcelo Ribeiro negou a pretensão do PSB, porque não vislumbrou no texto examinado o "ânimo de difamar, caluniar ou injuriar o requerente", segundo decisão, datada de 12 de agosto. De acordo com informações do site do Tribunal, o ministro também acrescentou em seu despacho que "os fatos relativos à suspeita de superfaturamento dos ônibus com computadores para inclusão digital são notórios. Não se pode, portanto, dizer que a matéria leve a efeito afirmações inverídicas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.