TSE nega direito de resposta pedido por Lula contra <i>Veja</i>

A coligação que apóia a candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva fracassou na tentativa de obter um direito de resposta contra a revista Veja. Por maioria de votos, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram não julgar o pedido. Eles entenderam que o TSE não é competente para analisar ações desse tipo. De acordo com o entendimento majoritário do tribunal, esse não é um assunto para a Justiça Eleitoral. A reportagem contestada pela coligação foi publicada como capa da edição da semana passada sob o título "Dossiegate - Limpeza de alto risco". De acordo com os advogados da coligação, a reportagem é caluniosa, difamatória, injuriosa e inverídica e atinge a honra do presidente. A reportagem relatou a existência de uma operação para manter o ex-assessor da Presidência Freud Godoy afastado do episódio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.