TSE notifica Lula para apresentar defesa em cinco dias

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi notificado nesta segunda-feira, 25, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da abertura das apurações sobre sua suposta participação no episódio do dossiê Vedoin. Lula tem, agora, um prazo de cinco dias para apresentar sua defesa.O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Cesar Rocha, deve receber nos próximos dias cópias dos documentos que integram as investigações da Polícia Federal sobre o dossiê Vedoin.O juiz Marcos Alves Tavares, da 2ª Vara Federal de Mato Grosso, determinou a remessa das informações ao TSE ao aprovar um pedido de liminar no qual Rocha requisitava o acesso à documentação. A requisição dos documentos foi feita por Rocha na semana passada. Na ocasião, ele decidiu abrir, a pedido da coligação formada pelo PSDB e pelo PFL, uma investigação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.As investigações atingem também o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, o presidente do PT, Ricardo Berzoini, o ex-assessor da Presidência Freud Godoy, o empresário Valdebran Padilha e o advogado Gedimar Passos.A investigação no TSE tem o objetivo de apurar a eventual participação de cada um no episódio do dossiê Vedoin. Caso fique comprovado o envolvimento de Lula, ele pode até ser declarado inelegível, o que o impediria de exercer um eventual segundo mandato.No pedido de investigação, PSDB e PFL acusaram os petistas de abuso de poder político e econômico. Além de abrir a investigação e de pedir os documentos, Rocha determinou à PF que realize perícia em dez dias no dinheiro encontrado. O ministro quer saber a proveniência e a época de confecção das notas.O dinheiro, num total de R$ 1,7 milhão, foi apreendido com Valdebran e Gedimar e era destinado ao empresário Luiz Antônio Vedoin, que chefiava a máfia dos sanguessugas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.