TSE tira mais 30 segundos de propaganda eleitoral de Lula

O candidato à reeleição presidencial, Luiz Inácio Lula da Silva, vai perder trinta segundos do tempo da propaganda eleitoral por ter invadido cerca de 85% do espaço destinado ao candidato ao governo da Paraíba, Zé Maranhão, da Coligação Paraíba de Futuro (PT/PRB/PMDB/PSB/PCdoB), informou o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).O TSE julgou procedente a representação contra a coligação A Força do Povo feita pela coligação Por um Brasil Decente (PSDB/PFL), que tem por candidato Geraldo Alckmin.Ainda de acordo com informações do site do TSE, os ministros concordaram quanto à invasão do espaço destinado à propaganda para o governo estadual, em que o presidente Lula surgiu defendendo a candidatura de Zé Maranhão. Porém, houve divergência quanto ao corte do tempo da propaganda da coligação nacional e venceu a maioria que votou pela perda de 30 segundos do horário eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.