Tubarão ataca mais um surfista em Pernambuco

O surfista Alcindo de Souza Leão Júnior, 22 anos, foi atacado, hoje por um tubarão na praia de Boa Viagem, no Recife. O rapaz foi mordido na perna esquerda, entre o joelho e o tornozelo. Leão Júnior saiu do mar sozinho, sendo socorrido, com fratura exposta, por dois banhistas e dois bombeiros e levado ao Hospital da Restauração. Ele foi submetido a uma cirurgia que durou cerca de duas horas e meia. Segundo médicos, não está descartada a possibilidade de ter a perna amputada. O surfista se expôs ao perigo sabendo dos riscos e passou a fazer parte das estatísticas, aumentando para 46 o número de surfistas e banhistas atacados por tubarões - das espécies cabeça-chata e tigre - desde setembro de 1992, segundo o Corpo de Bombeiros. Deste total, 14 morreram. Segundo o pai do rapaz, Alcindo de Souza Leão, ele tinha conhecimento do decreto estadual que proíbe a prática de esportes aquáticos numa faixa de 60 quilômetros que vai do Porto de Suape até Olinda. O capitão Valdir Oliveira, da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros, justificou a ausência de salva-vidas no local por causa da extensa faixa que eles têm de fiscalizar. Ele defendeu um trabalho de conscientização da população, ao observar que desde 1999, com a proibição de esportes aquáticos, o número de ataques caiu sensivelmente. "Isso só acontece com os que burlam a lei", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.