Tucano evita comentar números

Em viagem ao interior do Paraná, Serra promete criar 1 milhão de vagas para ensino técnico, além de 154 Ames

José Antonio Pedriali, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2010 | 00h00

Em campanha no interior do Paraná, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, evitou comentar as últimas pesquisas eleitorais. "Saem pesquisas quase que a cada dois dias e se eu tiver que comentar cada uma delas...", disse o tucano ontem, durante entrevista em Paranavaí, a 520 quilômetros de Curitiba.

Serra prometeu, para o caso de ser eleito, investir no ensino técnico, criando o Programa do Ensino Técnico (Protec), e abrindo 1 milhão de vagas em quatro anos. O ensino técnico, destacou, "é vital para o desenvolvimento do Brasil".

O Protec seguiria o modelo do ProUni, pelo qual universidades particulares oferecem bolsas subsidiadas pelo governo para os estudantes sem recursos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.