Tucano promete criar 20 milhões de empregos

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, disse ontem em Varginha, no Sul de Minas, que é "importante que a economia brasileira continue bem". O tucano afirmou que vai criar 20 milhões de empregos até 2020 e reconheceu que para isso as pessoas "precisam continuar consumindo''.

Tatiana Favaro ENVIADA ESPECIAL / VARGINHA, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2010 | 00h00

Serra chegou à cidade por volta das 14h e seguiu do aeroporto em carreata até o centro, acompanhado por Aécio Neves e Antonio Anastasia, candidatos tucanos ao Senado e ao governo de Minas, respectivamente.

O presidenciável não quis comentar o avanço da candidata Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de intenção de votos, mas admitiu que está "numa batalha nacional dura e difícil".

Aécio Neves disse acreditar que a força das candidaturas regionais (dele e de Anastasia) possam ajudar a alavancar a candidatura à Presidência. "Tenho pedido a ele (Serra) que venha sempre que possível a Minas. Pelo menos uma vez por semana, até o fim da eleição ou até mais."

A perda de espaço para a candidata petista, ele atribuiu à presença do presidente Lula na campanha. "Não vejo outro diagnóstico ou explicação plausível além da força de transferência de voto do presidente Lula.".

Serra seguiu para Itajubá, onde visitou a Helibrás, fabricante de helicópteros. Participou de carreata, acompanhado por cerca de 15 prefeitos, e agradeceu a acolhida. "Essa é uma região de vanguarda", disse o presidenciável. Vamos fazer uma parceria conforme não ocorre há décadas." / COLABOROU JOÃO CARLOS DE FARIA ESPECIAL PARA O "ESTADO"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.