Tucano vai ao RS por apoio do PMDB e cria saia-justa

O ex-governador de São Paulo, José Serra, foi ontem ao Rio Grande do Sul colher apoio de deputados do PMDB à sua candidatura à Presidência da República pelo PSDB. Visitou também os diretórios do PSDB e PP.

, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2010 | 00h00

A ofensiva ocorreu dois dias após a Executiva Nacional do PMDB indicar o presidente do partido, Michel Temer, para a vice-presidência na chapa de Dilma Rousseff (PT).

Os contatos de Serra com os aliados antecipam-se à possível recomendação da direção nacional do PMDB aos filiados que não quiserem fazer campanha por Dilma para que se abstenham de fazer propaganda para outro candidato. "Numa campanha a gente procura ficar próximo de quem tem afinidade", destacou Serra. "Naturalmente haverá instâncias partidárias a serem consultadas", ressalvou, para em seguida prometer que "não vai interferir".

A direção estadual do PSDB e a governadora Yeda Crusius ficaram sabendo da reunião pela imprensa. Para contornar a saia-justa, Serra foi às sedes do PSDB e do PP. / ELDER OGLIARI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.