Tucanos fecham chapa e lançam Alckmin no dia 29

Num movimento para aproximar os alckmistas e os serristas e evitar uma divisão interna em plena campanha, o PSDB escalou o ex-secretário de Gestão Pública de São Paulo Sidney Beraldo para ser o suplente na chapa de Aloysio Nunes Ferreira para o Senado. Beraldo, que retomou à Assembleia depois da desincompatibilização, também vai coordenar a campanha de Geraldo Alckmin ao governo paulista, com lançamento oficial previsto para o próximo dia 29, no Shopping Center Norte ou no Anhembi.

Julia Duailibi e Luís Fernando Bovo, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2010 | 00h00

Aloysio ocupava a Casa Civil no governo paulista e disputava com Alckmin o direito de concorrer à sucessão de José Serra. O agora pré-candidato ao Senado desistiu após avaliar que a tentativa de receber a indicação poderia levar a um racha. Por esse motivo a escolha de Beraldo, muito ligado a Alckmin, como suplente de Aloysio, homem de confiança de Serra, é tão representativa.

Além de Aloysio, o deputado José Anibal também deseja a vaga ao Senado. Líderes tucanos acreditam que o parlamentar poderá recorrer à convenção para tentar emplacar seu nome, o que seria inédito no partido.

Pesquisa obtida pelo Estado mostra que Anibal não desistirá tão fácil da disputa. Levantamento do Instituto Opinião mostra o parlamentar variando entre 11,24% e 12,49% das intenções de voto. Aloysio aparece com índices entre 3,16% e 6,83%. Foram entrevistadas 1.200 pessoas entre 5 e 7 de abril.

Enquanto a disputa pela vaga ao Senado entre tucanos se desenrola, em público o PSDB finge ignorar a queda de braço e já está investindo na união estrutural das campanhas. Os comitês principais de Serra, Alckmin e, por enquanto, de Aloysio vão ocupar mais de quatro andares no edifício Joelma, na região central de São Paulo. Os candidatos à Presidência e ao governo de São Paulo vão ocupar dois andares cada, cabendo ao postulante ao Senado parte de um andar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.