Tudo que seu mestre mandar

Ainda bem que ele seguiu a carreira do pai. Se Nelsinho Piquet fosse, por exemplo, secretário da Receita Federal, teria saído daquela suposta reunião com a ministra Dilma Rousseff decidido a tirar da pista as investigações contra o filho do Sarney. Obediência ao chefe igual à demonstrada pelo ex-piloto da Renault no "acidente" de Cingapura, francamente, nem Aloizio Mercadante quando deixou seu Briatore na reta para trombar de frente com a ética.

, O Estadao de S.Paulo

12 de setembro de 2009 | 00h00

A fragilidade camicase de Nelsinho não faz sentido em nenhuma ocupação minimamente comprometida com a dignidade. Imagina se ele fosse zagueiro e o técnico lhe pedisse um carrinho por trás para quebrar a perna do adversário e parar o jogo no finalzinho! Graças a Deus, aliás, não sugeriram ao piloto que atropelasse um fiscal de pista para provocar a entrada do safety car na pista em Cingapura.

Um homem bomba ainda teria a desculpa de agir movido pela promessa de um harém de mulheres virgens. Nelsinho não acredita nessas coisas!

EFEITO PIQUET

''E o Rubinho ainda dizia que o Dick Vigarista era eu!''

Michael Schumacher

BOQUIRROTO FC

A torcida do Flamengo já viu este filme: do jeito que a diretoria do clube vem alardeando a possibilidade da volta de Zico, o "galinho" vai acabar indo pro Corinthians.

Foi sem querer querendo

O governador José Serra reacendeu meio por acaso uma guerra santa que parecia já superada. Discute-se pelas esquinas de SP se, afinal, é preciso rezar ou orar para parar de chover.

Ô, raça!

Pela vontade com que os fiscais da Receita partiram pra cima do jornal Clarín, se botar essa turma em campo para atuar contra o Peru e o Uruguai na última rodada das eliminatórias, a Argentina garante vaga na Copa de 2010.

Na frente de todo mundo

A garota de programa Patrizia D"Addario convidou Silvio Berlusconi para uma acareação pública. Se cobrarem ingresso, vai faltar assento no estádio San Siro, em Milão. O povo adora ver essas coisas!

Língua presa

Guido Mantega voltou a encher a boca para falar do PIB. Vai acabar se engasgando!

Reforço pesado

Com o apoio de Maluf a Palocci e de Quércia a Alckmin, capaz até do Serra acabar elegendo o Aloysio Nunes Ferreira seu sucessor em São Paulo.

Invasão de privacidade

O que Nelsinho Piquet faz ou deixa de fazer com seu difusor traseiro fora das pistas não é da conta de ninguém. Se todo mundo cuidasse do próprio Briatore em vez de ficar prestando

atenção no dos outros, a Fórmula 1 seria menos preconceituosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.