Tumulto com menores infratores deixa 2 feridos no Amazonas

Jovens agrediram um menino acusado de estupro e, ao tentar intervir, funcionário também foi ferido

Elvis Pereira, da Central de Notícias,

15 de maio de 2009 | 15h57

Uma briga entre internos levou a um princípio de tumulto no Centro Socioeducativo Dagmar Feitoza, no bairro Alvorada, em Manaus, no Amazonas. Responsável pelo policiamento na zona oeste da cidade, o major da Polícia Militar (PM) George Feitosa afirmou que alguns internos agrediram um jovem de 18 anos, acusado de estupro.

 

O rapaz levou uma cadeirada nas costas e sofreu ferimentos no rosto. "Um monitor da unidade tentou intervir e também acabou ferido", disse. O funcionário se machucou levemente.

A confusão começou no fim da manhã. Após a briga, outros internos tentaram quebrar os cadeados das celas e os que estavam fora delas passaram a correr pela unidade. Segundo o major, nenhum monitor foi feito refém.

 

Os policiais levaram 40 minutos para controlar a situação. Sete menores envolvidos no tumulto foram encaminhados à delegacia. O rapaz ferido não corre risco de morte, segundo Feitosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.