AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Tumulto e vandalismo marcam romaria de motoqueiros

Confusão e vandalismo marcaram o início da romaria de motoqueiros que seguiu para Aparecida, no Vale do Paraíba, na manhã deste domingo. Sem autorização das autoridades rodoviárias, milhares de motoqueiros se reuniram a partir das 7 horas na Rodovia Presidente Dutra, em São Paulo, mas foram barrados pela Polícia Rodoviária Federal quando tentaram passar pelo pedágio no quilômetro 204, em Arujá, na Grande São Paulo, onde tiveram que dispersar o "comboio".Revoltados com a impossibilidade de prosseguir viagem, vários motoqueiros retornaram, por volta das 10 horas, pela pista sentido Rio-São Paulo da Dutra e, segundo a concessionária Nova Dutra, bloquearam a pista lateral no quilômetro 219, em Guarulhos, onde um caminhão ficou atravessado na via. Motoqueiros quebraram telefones de emergência da concessionária, localizados às margens da rodovia, destruíram instrumentos de sinalização de obras no trevo do bairro de Bonsucesso e atiraram objetos na pista. Não houve congestionamento porque o trânsito foi desviado para a pista expressa. O veículo foi retirado às 10h30, quando a pista foi liberada.Grupos tentaram seguir pela Rodovia Ayrton Senna e, novamente, foram impedidos, mas desta vez, pela Polícia Rodoviária do Estado. Para piorar a confusão, choveu desde cedo na região e o trânsito ficou lento. Apesar de os grupos terem se dispersado, a polícia informou que dezenas de motoqueiros se utilizaram da Rodovia Carvalho Pinto para acessar o Vale do Paraíba que tem, neste momento, trânsito de motocicletas acima do normal.A concessionária Nova Dutra divulgou nota na qual lamentou "os atos de barbárie" e apoiou a atitude da Polícia Rodoviária Federal. Segundo a empresa, "esse tipo de evento representa risco aos usuários e aos próprios manifestantes". A Nova Dutra garante que nada tem contra manifestações, mas não é a favor de "arruaceiros que só estão interessados em promover a violência."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.