Túnel Ayrton Senna terá saída para o centro

Prefeitura quer desapropriar uma área de 6.059 m² na Vila Mariana para criar acesso à 23 de Maio

Diego Zanchetta e Renato Machado, O Estadao de S.Paulo

04 de junho de 2009 | 00h00

A Prefeitura de São Paulo anunciou ontem que vai construir uma saída direta do Túnel Ayrton Senna para o sentido centro da Avenida 23 de Maio, na zona sul. Os motoristas que saem do túnel têm atualmente de trafegar por outras duas vias da região do Parque do Ibirapuera antes de chegar às pistas da 23 de Maio. Para a realização das obras do novo trecho, será necessário desapropriar uma área de 6.059 metros quadrados na Vila Mariana.O projeto prevê a construção de um novo trecho de aproximadamente 500 metros com duas faixas de tráfego de 3,65 metros cada uma. Haverá também calçadas de 1 metro de largura. A ligação com a 23 de Maio será feita a partir de um entroncamento com o formato da letra Y. Também estão previstas no projeto duas faixas adicionais no sentido centro da avenida com cerca de 1 km de extensão, a partir da Rua Joinville, para dar segurança à transição feita pelos motoristas. O projeto estipula também obras de contenção com cerca de 14 metros no trecho da ligação.O projeto também contempla uma terceira via alternativa na região para facilitar a circulação do transporte coletivo. Um dos objetivos da obra é acabar com o congestionamento formado na saída do Túnel Ayrton Senna, quando os motoristas precisam passar pelas Rua Senna Madureira e Avenida Pedro Álvares Cabral para chegar à Avenida 23 de Maio.Ainda não há previsão para o início das intervenções. A Prefeitura afirma que o projeto executivo da obra está em fase de elaboração, mesmo estágio em que se encontra o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima). A Prefeitura não informou quanto será investido na construção da ligação. O decreto com as desapropriações foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial da Cidade. Três áreas do bairro Vila Mariana serão atingidas. A maior delas mede 3.726 m², enquanto as demais têm dimensões de 2.132m² e 201 m². A Prefeitura afirma que os imóveis atingidos estão nas Ruas Doutor Astolfo Araújo, Victor Brecheret e na Avenida 23 de Maio. Fontes ouvidas pela reportagem afirmam que a área estipulada pelo decreto para a desapropriação deve atingir pelo menos 40 residências.Ainda não foi divulgado exatamente quais serão elas. Segundo a Prefeitura, a lista exata com os imóveis que serão atingidos não foi divulgada porque os projetos previstos para a região podem ser alterados. Com isso, pode haver ajustes na área que será desapropriada. Além disso, fontes ouvidas pela reportagem afirmaram que o anúncio antecipado das áreas poderia criar uma grande especulação imobiliária na região.TUCURUVIAlém da Vila Mariana, um outro decreto publicado ontem no Diário Oficial prevê a desapropriação de 1.545 m² na região do distrito de Santana-Tucuruvi, na zona norte de São Paulo, para a "adequação geométrica do sistema viário". As desapropriações devem acontecer no entorno das Ruas Bem-Vinda Aparecida de Abreu Leme e José Debieux. Essas vias vão passar por obras para a sequência do projeto de ligação de duas importantes avenidas da região, a Cruzeiro do Sul e a Engenheiro Caetano Álvares. A Prefeitura não informou detalhes sobre esse projeto e também, assim como na Vila Mariana, não divulgou exatamente quais áreas e imóveis dessa região serão atingidos pela desapropriação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.