AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Turista americano é assaltado e agredido no Pelourinho

Shane Alexander Berbre, de 24 anos, teve o smartphone roubado e sofreu cortes nas costas e no pescoço

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2014 | 16h36

SALVADOR - Um torcedor norte-americano que veio a Salvador acompanhar a partida da seleção de seu país contra a Bélgica, na tarde desta terça-feira, 1º, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, foi assaltado e agredido, na madrugada desta terça, no Pelourinho. Abordado, segundo ele, por dois homens, Shane Alexander Berbre, de 24 anos, teve o smartphone roubado e sofreu cortes nas costas e no pescoço, causados por agressão com caco de vidro.

O turista foi atendido no Hospital Geral do Estado (HGE) e liberado no início da tarde desta terça. O suspeito de praticar o assalto e agredir o turista, Clécio dos Santos, de 22 anos, foi preso pouco depois do crime e encaminhado ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), no Complexo Penitenciário da Mata Escura. O celular foi encontrado com o suspeito e devolvido à vítima. A Delegacia de Proteção ao Turista, onde o caso é investigado, diz que não há outros suspeitos para o crime.

O proprietário do Albergue São Jorge, no qual o turista estava hospedado desde domingo, André Oliveira, foi quem acionou a polícia e acompanhou o atendimento médico à vítima. De acordo com ele, Berbre veio a Salvador sozinho. O assalto ocorreu por volta das 3h30, quando o americano deixou o estabelecimento para tentar comprar cigarros na região. Ele teria sido atacado logo depois de sair do albergue, para onde foi levado de volta após receber alta médica.

Foi o segundo caso de assalto contra turistas norte-americanos que resultaram em ferimentos registrado no Centro Histórico de Salvador na última semana. Na manhã de sábado, Dennis Bradford, de 55 anos, teve o celular e dinheiro roubados, no bairro da Barroquinha, e, na tentativa de fugir do assaltante, que estava armado com uma faca, caiu e sofreu uma fratura no braço. O suspeito do crime, um adolescente de 16 anos, foi apreendido, mas os itens roubados ainda não foram recuperados. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.