Turista atingida por bala perdida respira sem aparelhos

Moram Bonflek, a turista israelense atingida no tórax por uma bala perdida na madrugada da terça-feira, no carnaval de Olinda, respira desde a tarde de hoje sem ajuda de aparelhos. O médico que a acompanha, o cirurgião cardiovascular Pedro Salerno, afirmou que os riscos são cada vez menores e a moça apresenta uma evolução bastante satisfatória.Moram mantém os olhos abertos e todos os movimentos e apresenta os sinais clínicos estáveis. Não há porém, previsão de alta, e ela deve permanecer na UTI do Hospital Esperança, onde está internada, por provavelmente mais dois dias. A bala atingiu o coração, o pulmão e o baço da vítima.Os pais da moça chegaram de Tel-Aviv e hoje ela falou com a mãe, Orna Bomflek. Segundo seu pai, Israel Bomflek, Moram estava viajando há cinco meses pela América Latina e escolheu Olinda para passar o carnaval por considerar a cidade pouco violenta.O autor dos disparos, Almir Rogério Borges, de 19 anos, integrava uma turma e está preso. O crime, motivado por vingança, também deixou um morto, o lavador de carros Romero Tenório da Silva, 21 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.