Turista belga é espancado por índios na Bahia

Índios pataxós da aldeia Barra Velha na localidade de Caraíva, município de Porto Seguro, a 707 quilômetros de Salvador, agrediram a socos e pontapés o turista belga Wouter Verbeiren depois de um desentendimento ocorrido ontem. Verbeiren alugou recentemente uma casa em Caraíva para passar férias com a mulher, a brasileira Camila Azevedo Balbina, mas como teve um aparelho de som roubado acusou os pataxós, o que gerou toda a confusão.Um dos índios acusados foi até a casa do turista para cobrar explicações e teria ameaçado bater em Verbeiren. O turista pensou que poderia acalmar os pataxós se falasse com o cacique. Ocorre no entanto, que uma casa da aldeia foi incendiada não se sabe por quem. Foi o bastante para os índios acharem que o turista era o responsável para se vingar do roubo.Verbeiren foi levado pelos índios até a aldeia e espancado embora negasse ter qualquer culpa no incêndio. Após a agressão o belga procurou a Delegacia de Proteção ao Turista de Porto Seguro e prestou queixa do caso que está sendo apurado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.