Google Street View
Google Street View

Turista brasileiro morre após ser atingido por bala perdida em Montevidéu

Na noite de domingo, dois bandidos roubaram um caixa eletrônico com armas de fogo; eles foram perseguidos por um veículo de uma empresa de segurança

O Estado de S.Paulo

19 Março 2018 | 11h53

MONTEVIDÉU - Um turista brasileiro morreu ao ser atingido por uma bala perdida durante uma perseguição policial após o roubo de um caixa eletrônico em Montevidéu, segundo informou nesta segunda-feira, 19, o Ministério do Interior do Uruguai.

"Tanto a arma encontrada na cena dos fatos, como a dos policiais atuantes, foram apreendidas e enviadas à Polícia Científica para passarem por perícia e, desta forma, ser possível determinar efetivamente a procedência do projétil que feriu o turista brasileiro", explicou o ministério em comunicado.

Segundo o documento, na noite de domingo, 18, dois bandidos roubaram um caixa eletrônico com armas de fogo.

Depois do roubo, os bandidos tomaram um táxi para fugir do local enquanto foram perseguidos de moto por um veículo de uma empresa de segurança.

Ao perceberem que estavam sendo seguidos, os dois homens deixaram o veículo e um deles tentou invadir um apartamento na região.

"É nessas circunstâncias que teria ocorrido uma troca de tiros que atingiu um cidadão brasileiro que estava hospedado no condomínio por onde os delinquentes tentaram fugir", relata o documento do ministério.

O turista foi atendido no local por uma unidade móvel de emergência que diagnosticou um "ferimento de arma de fogo no membro inferior esquerdo parte inguinal com abundante perda de sangue e estado delicado". Em seguida, ele foi transferido a um hospital.

+++ Teleférico descontrolado arremessa esquiadores em pista na Geórgia

"Após receber transfusões e técnicas de reanimação, foi constatada a morte por volta da meia-noite", explica o documento, que também relata que o brasileiro visitava o Uruguai junto com a mulher.

Dois uruguaios, de 27 e 25 anos, foram detidos. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.