Turista dinamarquês é preso em Natal por exploração sexual

A Polícia Civil potiguar anunciou a prisão de um turista dinamarquês, o assistente social Erik Steen Andersen, de 60 anos, acusado de crime de exploração sexual contra adolescente. Na sexta-feira, 31, ele e a cearense Sandra de Souza Santos, de 29 anos, tentaram entrar com um adolescente de 14 anos em um motel da zona sul natalense. Uma funcionária do estabelecimento impediu a entrada do trio e um taxista denunciou o estrangeiro porque ele não pagou a conta da corrida. Andersen está detido na 1ª DP, no bairro Cidade Alta. A mulher está na Carceragem da Ribeira, zona portuária, e o menor está sob tutela dos pais."Ele só fala dinamarquês, mas pelos gestos, demonstrou mesmo a linguagem peculiar da exploração sexual", destacou a delegada Adriana Shirley Caldas, responsável pela área da Criança e do Adolescente. Foi o não pagamento da corrida de R$ 50 que auxiliou a prisão do dinamarquês. Segundo a delegada, Sandra Santos abordou o turista durante uma caminhada em Ponta Negra e ofereceu-se para ir com ele e o menor para um motel fazer programa. O europeu teria acertado no ato. Só precisou de mímica. A cearense que não fala outra língua além do português gesticulou e convenceu Andersen a aceitar a proposta sexual.O dinamarquês está em Natal desde 27 de março. Acompanhado de um grupo de seu país, pretendia ficar na cidade até 10 de abril. É mais um escandinavo a se envolver com o turismo sexual no Estado. Há cerca de 20 dias, o sueco Erik Bruen, de 62 anos, agarrou e fez propostas obscenas a uma estagiária que atende turistas na área de desembarque do Aeroporto Augusto Severo. Agentes federais o deportaram no mesmo avião que o trouxe ao Brasil.

Agencia Estado,

04 de abril de 2006 | 15h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.