Turista espanhol é agredido e assaltado em Copacabana

O turista espanhol Aidor Soraren, de 26 anos, foi assaltado e agredido com socos por vários menores na noite de quarta-feira, em frente ao Hotel Copacabana Palace, em Copacabana, na zona sul do Rio. Ele foi encontrado caído no chão por policiais e encaminhado para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, também na zona sul, de onde saiu na tarde de quinta sem receber alta dos médicos.Segundo informações da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), Soraren caminhava sozinho pela Praia de Copacabana e não soube precisar quantos menores o abordaram. No depoimento prestado horas depois do assalto, ele falou em cinco ou seis bandidos aparentando entre 12 e 18 anos. O turista foi, então, jogado na areia, agredido com vários socos e teve uma câmera digital e um canivete roubados.Soraren chegou a perseguir alguns dos assaltantes até a esquina da Avenida Nossa Senhora de Copacabana com a rua Rodolfo Dantas, mas acabou desmaiando por causa dos ferimentos. Horas depois do crime, seis menores foram presos e levados para a Deat. O turista, porém, não reconheceu nenhum deles e todos foram liberados.O local onde Soraren foi assaltado é um dos preferidos pelos menores para a prática de roubos contra turistas. Nos últimos dias, vários casos foram registrados na área do Copacabana Palace. O mais grave envolveu a japonesa Yoshiko Magoshi, de 61 anos. Ela foi esfaqueada durante um assalto e atropelada ao tentar fugir dos agressores. Yoshiko passou 24 dias internada e recebeu alta na última terça-feira.

Agencia Estado,

09 de dezembro de 2004 | 22h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.