Turista francês morre ao cair de bondinho na Lapa

Segundo testemunhas, ele viajava no estribo do trem quando escorregou e caiu de uma altura de 17,6 metros

Clarissa Thomé - O Estado de S. Paulo,

24 de junho de 2011 | 18h36

RIO DE JANEIRO - O turista francês Charles Damien Pierson, de 24 anos, morreu na tarde desta sexta-feira, 24, ao cair do bondinho que liga o Centro ao bairro de Santa Teresa. O bonde trafegava sobre os Arcos da Lapa, cuja altura é de 17,6 metros, quando o rapaz, que viajava no estribo, do lado de fora do veículo, inclinou o corpo para tirar uma fotografia. Ele perdeu o equilíbrio e caiu.

 

O trilho é cercado por tela, mas, segundo as testemunhas, a proteção só fica presa pelas laterais, em barras de ferro. Pierson teria caído junto ao meio fio e escorregado por baixo da tela.

 

Um morador de rua, que presenciou a queda, contou ainda que dois adolescentes roubaram a câmera fotográfica do turista e pertences que estavam em seu bolso. Ele disse que o rapaz agonizou alguns instantes, mas já estava morto quando os bombeiros chegaram.

 

Pierson estava acompanhado de uma alemã, que havia conhecido há poucos dias no Rio de Janeiro. A moça entrou em desespero e foi amparada por uma família de Belo Horizonte, que também fazia o passeio. O grupo seguiu para a 5.ª Delegacia de Polícia (Mem de Sá), onde o caso foi registrado.

 

Cerca de 1,5 mil pessoas trafegam diariamente nos bondinhos de Santa Teresa, importante ponto turístico do Rio. O transporte de passageiros no estribo é usual e não há nenhuma norma proibindo a viagem do lado de fora do bonde. Os veículos, centenários, foram modernizados recentemente pela Secretaria de Estado de Transportes e ganharam motores novos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.