Turistas franceses recebem alta após agressão e assalto na BA

Casal foi assaltado dentro do próprio barco, na Baía de Todos os Santos; homem teve fratura e deve ser operado

Tiago Décimo, O Estado S.Paulo

29 de dezembro de 2008 | 15h47

O casal francês Michele Caudre, de 64 anos, e Jean Maxime, de 62, que havia sido assaltado e agredido no sábado, no barco em que viajava na Ilha de Itaparica (BA), recebeu alta do Hospital Roberto Santos, em Salvador, na manhã desta segunda-feira, 29.  O caso mais grave é de Maxime, que sofreu uma fratura na mandíbula e ainda precisa ser operado, mas pode aguardar a cirurgia descansando fora do hospital. A equipe do consulado francês que acompanha o casal estuda a internação dele em um hospital particular na capital baiana. Os franceses, que não querem falar sobre o caso, chegaram ao Brasil em 16 de outubro, no Rio. Na sexta-feira, aportaram em Itaparica, mas como não conseguiram vaga na marina local, resolveram ancorar no mar da Baía de Todos os Santos. Na manhã seguinte, dois homens armados, em um bote, aproximaram-se do barco do casal e renderam os ocupantes. Segundo agentes da 19.ª Delegacia, que investigam o caso, foram levados R$ 20 mil, além de dois notebooks, dois relógios, dois telefones celulares e uma câmera fotográfica digital. Ainda não há pistas sobre os assaltantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.