Turistas inglesas vão ficar livres, mas não podem deixar o Brasil

Condenadas a 1 ano e 5 meses de prisão, elas vão cumprir a pena em liberdade fazendo trabalhos comunitários

Maíra Teixeira, Central de Notícias,

20 Agosto 2009 | 18h41

As turistas inglesas Shanti Andrews e Rebecca Turner, ambas de 23 anos, vão ficar em liberdade mas não podem deixar o Brasil. Os passaportes das duas inglesas estão retidos pela Justiça brasileira. Na quarta, as inglesas foram condenadas a 1 ano e 5 meses de prisão, mas a pena foi convertida e elas vão pagar com trabalhos comunitários.

 

As duas conseguiram o benefício da liberdade pois o "crime não foi cometido mediante grave violência à pessoa e, normalmente, não é crime punível com pena privativa de liberdade", segundo o TJ. Além dos trabalhos comunitários, elas vão ter que pagar uma multa de 26 salários mínimos.

 

A defesa de Shanti e Rebecca pode recorrer da decisão até a próxima segunda-feira, 24. As turistas responderam ao processo em liberdade, em virtude de liminar concedida no último dia 31, pelo Tribunal de Justiça do Rio.

 

Formadas em Direito, Rebecca e Shanti foram presas no dia 26 de julho, ao registrarem a ocorrência de um falso furto na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat). O objetivo era obter vantagem com o golpe do seguro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.