Turistas são resgatados na Serra do Mar

Depois de três dias perdidos na Serra do Mar, os turistas RicardoPrata Filho, de 21 anos e Fabiano Vilas Boas Corrêa, de 25 anos foram resgatados por terra, por uma equipe do Comando de Operações Especiais, o COE de São Paulo. Os jovens se perderam depois que iniciaram uma trilha, na manhã de sábado, pelo Morro do Corcovado, na Serra do Mar, em Ubatuba. "Uma aventura que jamais será esquecida", segundo Ricardo, filho do vice-presidente executivo de Operações da Telefônica, Stael Prata. Os estudantes foram localizados na tarde de segunda-feira, na Praia Dura. Devido ao mau tempo os jovens foram obrigados a esperar mais 15 horas para que um grupo de policiais do COE conseguisse encontrá-los no meio da mata. Na manhã de hoje, por volta das 7 horas, os aventureiros festejaram o encontro com os policiais, que levaram água e comida.Os turistas ajudaram as equipes de resgate do COE, Corpo de Bombeiros e Polícia Florestal na localização por meio de telefones celulares. Os turistas pretendiam apenas passar uma noite acampados no Morro do Corcovado, mas quando perceberam que não conseguiam achar a saída, resolveram avisar as famílias, que contrataram um táxi aéreo para ajudar nas buscas.Por volta das 11h30 da manhã, 20 policiais do COE, somados aos 35 da Polícia Florestal, conseguiram, por terra, trazer os meninos de volta. Foram momentos de emoção e cansaço. "Estamos roucos de tanto gritar. Nós víamos o helicóptero o tempo todo, mas ninguém nos via", disse Fabiano. Com os corpos cheios de marcas, por conta dos cipós e dos insetos, os estudantes contaram que foram horas difíceis, "com sede e fome, onde a água ficava a uma hora de distância". Prata disse que vai permitir que o filho continue a fazer trilhas, "mas com mais segurança". O local que escolheram para acampar pertence ao Parque Estadual da Serra do Mar, onde a prática de trilhas e acampamento é proibida. O Morro do Corcovado, que fica a 1.160 metros do nível do mar, é muito procurado por turistas para fazer trilhas. O tempo de caminhada é de cerca de 5 horas. Por ter acesso íngreme e mata fechada, a trilha é classificada como de alto grau de dificuldade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.