TVs admitem o erro e dizem que corrigiram

A Central Globo de Comunicação (CGCom) informou que a Globo News, como um canal de notícias 24 horas, pôs no ar imagens do fogo assim que as captou. "Como é normal em canais de notícias, apurou as informações simultaneamente à transmissão das imagens." A CGCom se justificou, dizendo que "naquele momento, bombeiros e Infraero não tinham informações sobre o ocorrido". Segundo a Globo, eram 17h17min22s, e o desmentido foi ao ar às 17h22min40s.Os concorrentes da emissora dizem o contrário. Segundo eles, a Globo divulgou a informação às 17h16, pois a primeira emissora a dar a notícia foi a Globo News. A BandNews divulgou que a informação errada foi ao ar às 17h17 e assim ficou até as 17h23. No minuto seguinte, a emissora a retificou. Segundo a BandNews, a origem da notícia seria uma página da internet. A emissora disse que "corrigiu na hora". A Record News afirmou que divulgou a falsa queda do avião às 17h19, mas só mostrou imagens às 17h22 e, às 17h26, corrigiu a notícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.