Último internado com ferimentos em turbulência já teve alta

Incidente durou 15 segundos, levou pânico aos 179 passageiros e deixou 28 passageiros feridos

Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S. Paulo,

05 Agosto 2009 | 11h51

Por volta das 20 horas da terça-feira, 4, o último brasileiro internado em Miami (EUA), vítima da forte turbulência que atingiu o Boeing 767-200 da Continental Airlines na manhã de segunda, deixou o hospital. O incidente, que durou 15 segundos e levou pânico aos 179 passageiros e tripulação, deixou 28 passageiros feridos e destruiu parte da cabine da aeronave. Ao longo do dia, outras 11 pessoas foram liberadas de quatro hospitais de Miami.

 

Veja também:

linkCalor global intensifica turbulência em voos

 

A diretoria do Metropolitan Hospital de Miami - que confirmou a nacionalidade do passageiro - informou que o paciente já havia deixado a unidade de traumatologia crítica, com estado de saúde "estável".

 

A turbulência ocorreu quando o avião sobrevoava o Oceano Atlântico, na região da América Central e terá suas causas apuradas pela Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos. O avião, que fazia a rota Rio-Houston, teve de ser desviado para Miami.

Mais conteúdo sobre:
turbulência Continental Airlines

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.