Último policial suspeito de tortura se entrega no Rio

Outros quatro policiais acusados de torturar um funcionário de ferro-velho foram presos nesta manhã

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

06 Abril 2011 | 19h13

SÃO PAULO - O quinto policial civil acusado de tortura na 10ª DP do Rio de Janeiro se entregou no início da noite desta quarta-feira, 6, na Divisão Antissequestro (DAS), no bairro do Leblon. Os outros quatro policiais acusados foram presos durante a manhã e prestavam depoimento na Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol). Amanhã, eles serão transferidos amanhã para o presídio de Bangu 8.

Eles são suspeitos de praticar tortura contra um funcionário de ferro-velho. Na segunda-feira, 4, o Ministério Público havia pedido a prisão temporária dos policiais. A própria vítima os denunciou à corregedoria da polícia, alegando que teriam ferido seu órgão sexual com um alicate como forma de pressioná-lo a identificar dois homens como fornecedores de peças de carros roubados.

Mais conteúdo sobre:
torturapolíciaRioprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.